quarta-feira, 7 de julho de 2010

E você, é Virgem de quê?

Lendo este texto de Martha Medeiros, eu descobri que ainda sou virgem de muita coisa...sou virgem dos lugares que ainda não visitei, sou virgem dos pratos que ainda não provei, sou virgem das pessoas que eu ainda não conheci, sou virgem das situações que ainda não vivi...e você, é virgem de quê?

Os Virgens
Martha Medeiros

"Sou virgem e meu signo é Leão. Sou casada e sou virgem, tenho filhos e sou virgem. Tão virgem quanto você.
Quando falamos em virgindade, logo pensamos em sexo, e a partir do dia que o experimentamos, o mundo parece perder seu mistério maior. Não somos mais virgens! Que grande ilusão de maturidade.
Virgindade é um conceito um tanto mais elástico. Somos virgens antes de voltar sozinhos do colégio pela primeira vez. Somos virgens antes do primeiro gole de vinho. Somos virgens antes de ver Paris. Somos virgens antes do primeiro salário. E podemos já estar transando há anos e permanecermos virgens diante de um novo amor.
Por mais que já tenhamos amado e odiado, por mais que tenhamos sido rejeitados, descartados, seduzidos, conquistados, não há experiência amorosa que se repita, pois são variadas as nossas paixões e diferentes as nossas etapas, e tudo isso nos torna novatos.
As dores, também elas, nos pegam despreparadas. A dor de perder um amigo não é a mesma de perder um carro num assalto, que por sua vez não é a mesma de perder a oportunidade de se declarar para alguém, que por outro lado difere da dor de perder o emprego. Somos sempre surpreendidos pelo o que ainda não foi vivido.
Mesmo no sexo, somos virgens diante de um novo cheiro, de um novo beijo, de um fetiche ainda não realizado. Se ainda não usamos uma lingerie vermelha, se ainda não fizemos amor dentro do mar, se ainda cultivamos alguns tabus, que espécie de sabe-tudo somos nós?
Eu ainda sou virgem da neve, que já vi estática em cima das montanhas, mas nunca vi cair. Sou virgem do Canadá, da Turquia, da Polinésia. Sou virgem de helicóptero, Jack Daniels, revólver, análise, transa em elevador, LSD, primeira classe, Harley Davidson, cirurgia, rafting, show do Lenny Kravitz, siso e passeata. A virgindade existencial nos acompanha até o fim dos nossos dias, especialmente no último, pois somos todos castos frente à morte, nossa derradeira experiência inédita. Enquanto ela não chega, é bom aproveitar cada minuto dessa nossa inocência frente ao desconhecido, pois é uma aventura tão excitante quanto o sexo e não tem idade pra acontecer."

25 comentários:

  1. Renata adoro a Marta, ela fala muita coisa boa e verdadeira, acho que publiquei tanta coisa dela no manga que ja perdi as contas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Muiiiitooo bommm!!! tbm sou virgem de muita coisa ainda.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Nem sei por onde começaria a detalhar minhas virgindades. São tantas. Há tantos lugares que não conheci, tantos sabores que não experimentei, tantos livros que ainda não li, tantas emoções que não conheci... Muita vida que ainda não vivi. Morrerei com muitas virgindades, não importa a idade que eu tenha e as oportunidades que me surjam...
    Ótimo texto! Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Sou virgem de uma tarde de sol, à beira mar, ao lado do grande amor, e umas lagostas, e uns vinhos, em Bora-Bora.

    ResponderExcluir
  5. Que texto bacana!
    Eu também sou virgem de tanta coisa... nossa... graças a Deus, sinal que tenho muita coisa a viver ainda.
    Beijos queridona,
    Fla

    ResponderExcluir
  6. Ola,querida Renata.
    Que bela maneira de nos mostrar que nao vamos NUNCA saber TUDO e nos por na nossa devida insignificancia diante de tantas oportunidades que o Mundo nos oferece.Esse texto cabe direitinho em quem se acha o Rei ou Rainha da Cocada Preta,pois sempre havera algo que ainda nao vimos ou fizemos.Ha muitas coisas que nem quero tentar,como pular de para-quedas ou escalar um monte muito alto,mas quero logo perder minha virgindade passeando num lindo balao colorido e silencioso sobre uma paisagem bem bonita.Esse e um sonho antigo que ainda nao realizei.Grande beijo.zenaide storino.

    ResponderExcluir
  7. Je suis vierge de toutes les saveurs que je n'ai pas encore goûtées.
    A bientôt.

    ResponderExcluir
  8. RSRSRS VOU RESUMIR SOU VIRGEM DE QUASE TUDO!!!!!!

    ResponderExcluir
  9. lindo texto. tem muita coisa da qual sou ainda virgem. sei lá até quando.

    ResponderExcluir
  10. Um texto e um ponto de vista muito interessantes.
    Também vou morrer virgem de muita coisa...
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  11. Oi, Re,

    Eu também sou virgem de muitas coisas e doidinha pra perder muitas dessas virgindades, rsrsrs.

    Beijinho e boa noite

    ResponderExcluir
  12. Renata...de tanta coisa, vc nem faz idéia...

    ResponderExcluir
  13. Aaaaamo, flor. Os textos que vc publica são sempre incríveis...
    beijos,
    Dani

    ResponderExcluir
  14. Renata,
    Também gosto uito dos textos e crônicas da Martha e vi neste tanta coisa que ainda sou virgem, nem tinha percebido até!
    Muito bom!
    bjs cariocas

    ResponderExcluir
  15. Minha querida
    Sou virgem em muitas coisas, mas aquela que mais me dói é da maternidade! Ainda nao consegui essa benção!
    Bjos no coração
    Léia

    ResponderExcluir
  16. Essa minha conterrânea tem textos ótimos, não é?! Mas a graça da vida é essa, perder a virgindade até os últimos dias, para sentir sempre aquela sensação de descoberta, o sabor do novo...

    ResponderExcluir
  17. Hola Renata. Te agradezco mucho tus visitas y comentarios. Son muy apreciados por mí.
    Todo lo que reflejas con tu entrada me gusta, tengo muchas vírgenes, tantas como ilusiones pueda tener, mientras la ilusión no se pierda la vida siempre te ofrece algo nuevo.
    Gracias por tu deseo de que España gane. No sé si viste anoche el partido contra Alemania, jugó de maravilla, creo que Alemania, su seleccionador, tenía miedo a España y no le faltó razón. Salvo momentos muy concretos España jugó como quiso y como sabe.
    Ojalá el domingo contra Holanda sea un buen partido y por supuesto gane España.
    Aunque siempre me acuerdo de ti, si gana me acordaré más y brindaré con una copa de cava a tu salud y si pierde lo haré igual. Tu amistad vale más que una derrota.
    Te pido disculpas por no visitarte más a menudo, pero el verano es el culpable, pero siempre que pueda te visitaré.
    Que lo pases muy bien.
    Hasta otro día
    Saludos

    ResponderExcluir
  18. Bom dia Re, passando rápidinho! Tem sorteio lá no blog, da uma passadinha lá! Bjinhos

    ResponderExcluir
  19. Amiga, te agradeço de coração pelas tuas palavras reconfortantes! Você me emocionou. Também confio muito na determinação Divina.
    Bjim com muito karim
    Léia

    ResponderExcluir
  20. Renata,
    Que belo texto para reflexão!
    Eu concluí que adoro ser virgem em mil coisas, pois sempre terei algo novo pelo qual ansiar e conhecer.
    Que bom, não é?
    Beijocas

    ResponderExcluir
  21. Oi, Renata
    Acho que ontem exagerei nas palavras em meu blog, peço desculpas. Nem tudo é perfeito.
    Tristeza não tem fim.
    Felicidade sim.
    Continuo seu fã.
    bj
    boa noite.

    ResponderExcluir
  22. Re,
    Adorei o post!
    E pensando bem, também sou virgem de tantas coisas...
    fiz uma reflexão sobre a minha vida, lendo esse post.
    beijos

    ResponderExcluir
  23. Ola Pessoas!

    sou virgem com ascendente em leão, igual!
    me identifico enormemente com os textos da Martha, agora mais ainda,
    abraços
    Cris Cris, Santos SP

    ResponderExcluir
  24. Eu adoro a Martha! e sou do signo de Virgem! e virgem, como todos em tantas coisas...dá o que pensar esse texto!
    Muito bacana pensar que ainda dá tempo de nos desvirginarmos em uma série de coisas que desejamos, né?
    Beijos.

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo aqui,fique a vontade para deixar seu comentário!