domingo, 22 de agosto de 2010

Festival de Cultura e Gastronomia de Tirandentes - Mulheres em Destaque

Começou neste sábado o XIII Festival de Gastronomia de Tiradentes, acompanhe...

Sucesso de público, sabores e atrações, há 13 anos o Festival de Cultura e Gastronomia de Tiradentes é um dos maiores eventos do setor no País. Temperado pelo clima de uma das mais belas cidades históricas de Minas Gerais, faz parte do Circuito Brasileiro de Cultura e Gastronomia.
Em 2010, a direção do festival inova  mais uma vez, com um proposta inédita: as mulheres como protagonistas. A cidade será o cenário de vários espetáculos culturais e deliciosas atrações, como os Festins, o Fórum Gastronômico, a Cidade da Chef, o Tour Gastronômico, Cursos, Palestras, Show de Teatro e Dança, e os stands empresariais.

Será uma edição para ficar na história. O 13ª Festival de Cultura e Gastronomia de Tiradentes começou na sexta-feira, dia 20 de agosto, na cidade histórica mineira, focado exclusivamente nas mulheres: só elas protagonizam os festins e cursos de gastronomia, principais eventos da programação, que se estenderá até dia 29 deste mês. Além disso, os visitantes poderão conferir shows, exposições, recitais de poesia, apresentações teatrais, palestras, sessões de cinema e lançamentos de livros.

Ponto alto do Circuito, os Festins são os jantares especiais, preparados nos mais belos lugares da cidade pelos principais chefs do Brasil e do mundo.

Leia o que diz o coordenador do evento:

"Os melhores restaurantes do mundo são em locais afastados das grandes cidades, paradisíacos, charmosos, que têm história. Tiradentes é o único festival que se assemelha a essas condições" - Rodrigo Ferraz, coordenador do evento

Os primeiros cozinheiros foram funcionários de reis. A falta de equipamentos exigia força bruta na cozinha. Também era o homem quem caçava e abria o animal. Outra coisa que demandava muita força. A presença do homem na cozinha é questão cultural e inconsciente.” É assim que Rodrigo Ferraz, proprietário e organizador do Festival de Cultura e Gastronomia de Tiradentes, explica a presença maçante dos homens no comando das grandes cozinhas.
O cenário está mudando e, agora, cozinha de alta gastronomia deixou de ser lugar de força. “Nos últimos anos, notamos que as mulheres têm entrado muito mais no mercado gastronômico,” conta Rodrigo, que lembra um detalhe importante. “Temos uma referência muito grande das mulheres da nossa vida gastronômica. Seja por meio das mães, avós ou empregadas domesticas.”

Por essa razão, as mulheres são o tema da 13ª edição do evento. As convidadas são oito chefs de várias partes do mundo, quatro delas estreladas pelo Guia Michelin. Rougui Dia, francesa de origem senegalesa, está à frente do Petrossian, restaurante que tem a melhor cozinha de caviar do planeta. Outro grande nome é Bel Coelho, que fez os primeiros estágios no restaurante Fasano e com o maitre Laurent Suaudeau. Helena Rizzo, Margot Janse, Ângela Hartnett, Reine Sammut, Adeline Grattard e Pepa Romans completam o festival.
Todos os anos, o tema é escolhido com base em três conceitos: tendência, originalidade e simplicidade. Rodrigo explica cada uma delas. “Poderia ter como nome ‘a cozinha molecular de não sei onde’, mas se digo apenas ‘mulher’ todos já entendem do que se trata, aí é que mora a simplicidade.” E a tendência é essa mesmo: as mulheres no mercado.

A originalidade reside no fato de nunca ter havido no Brasil um evento de gastronomia que trouxesse apenas mulheres no comando. “Seria muita ousadia dizer que isso nunca ocorreu no resto do mundo, mas não ouvimos falar,” ele diz.

Para mais informações, visite a página do evento: http://www.culturaegastronomia.com.br/2010/ 

6 comentários:

  1. caros amigos. bom post este. apesar de ser portugues, de sintra, fui convidado para este festival no brasil. sou escanção e critico de gastronomia, para voces entenderem... já agora visitem o meu espaço! tornem-se seguidores ;)

    as aventuras de um empregado gourmet

    http://ohpirussas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Re,

    Eu adoraria participar de um festival desses, pois como boa mineira adoro a comida do estado e, especialmente, a das cidades do circuito histórico (Ouro Preto, Tiradentes, Mariana, Sabará...).
    Aliás, essas cidades provocam em mim a sensação de uma volta ao passado, que só não é maior, por causa dos detalhes que denunciam a modernidade.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Renata
    Passo pra desejar-lhe ótimo Domingo e avisar-lhe que amanhã tem uma singela homenagem em meu Blog pra vc que participou da nossa BLOGAGEM COLETIVA ESPIRITUAL ECUMÊNICA.
    Aprovite aí o Festival. Legal, né?
    Bjs e serenidade hoje e sempre.

    ResponderExcluir
  4. Eventos de culinária sempre me atraem. Esse ainda tem esse diferencial das mulheres e numa cidade tão encantadora como Tiradentes!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Bom demaissss, ontem vi pela EPTV Sul de Minas lances deste festival, realmente deve ser maravilhoso poder participar. Pelo que pude ver estava lotado, tinha gente de todo canto, e as comidas com certesa maravilhosas, tbm com tantas cozinheiras tão boas.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Esse evento deve ser com certeza showw...beijos!

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo aqui,fique a vontade para deixar seu comentário!