sábado, 19 de junho de 2010

Os Vinagres Gourmet

Durante muito tempo relegado à condição de subproduto do vinho, amplamente usado para desinfetar alimentos e temperar saladas, o vinagre vem conquistando um novo status na cozinha. São os chamados vinagres gourmet, preparados a partir de frutas, de champanhe ou de vinhos como cabernet e pinot noir, entre outros. Segundo o gastrônomo Paulo de Abreu e Lima, as diferenças básicas entre o vinagre comum e o gourmet estão na matéria-prima e no processo de fabricação, que pode incluir até envelhecimento em barris de carvalho. "O gourmet é feito a partir de ingredientes mais nobres, com uma produção cuidadosa. Isso interfere no preço final, fazendo com que ele seja mais caro", explica ele.

O chef Marcelo Tanus, do restaurante Zozô, utiliza vinagres de estragão e de champanhe em algumas receitas. "Os vinagres gourmet têm mais paladar e conferem um sabor especial aos pratos", afirma ele. Mas é preciso ter cuidado na hora do preparo. "Não se deve abusar. Esse tipo de vinagre serve para dar um toque ao molho ou ao ingrediente principal, sem exageros", ensina Marcelo.

Aprenda a usar alguns tipos de vinagre gourmet:

-Vinagre de champanhe: Combina com peixes e frutos do mar.
-Vinagre de estragão: Vai bem com carnes de sabor mais forte e peixes em geral.
-Vinagre de sidra de maçã: Adequado para temperar pratos frios, como salada de pato e carpaccio. Também combina com molhos frios agridoces, mas não é recomendado para temperos ou molhos quentes.
-Vinagre balsâmico de Módena: Produzido na Itália, é ideal para reavivar o sabor de carnes, em especial as de vaca e de pato. Também funciona como tempero de peixes defumados, tipo truta e salmão.
-Vinagre de framboesa: Indicado tanto para temperar carnes e condimentar saladas de batata como para dar um toque diferente a uma salada de frutas.
-Vinagre balsâmico branco: De paladar doce e suave, combina com saladas e serve para realçar o sabor de carnes e pescados defumados. Também pode ser usado em sobremesas.
-Vinagre de vinho ao alho: Bom para temperar saladas, carne de cordeiro e de porco.

Dicas para fazer seu próprio vinagre gourmet

Receita de Vinagre de Framboesa

Você precisará de:

-500g framboesas frescas
-2 xícaras de vinagre de maçã
-2 colheres de sopa de açúcar

O que fazer:
Em uma frigideira a fogo médio, ferver as framboesas, mexendo constantemente. Remover do fogo. Filtrar através de pano fino. Deixar o suco assentar por 01 hora. Adicionar o vinagre e o açúcar. Armazenar em jarra esterilizada ou garrafa decorativa, em local escuro e fresco.
Rende: 2-3/4 xícaras.

Vinagre de ervas

Ingredientes:
-2 xícaras de vinagre branco destilado
-3 ramos de alecrim fresco

Com fazer:
1. Escolher uma garrafa de 1 litro com tampa ou rolha que propicie fechamento adequado. Ferva-a para esterilizar. Esvazie a garrafa, certificando-se de não ter restado água em seu interior, e deixe arrefecer a temperatura ambiente.
2. Em uma pequena frigideira, combinar o vinagre com 1/3 de xícara de água e aquecer até que a mistura atinja fervura. Remover do fogo.
3. Insira os ramos de alecrim fresco na garrafa (em temperatura ambiente).
4. Usando um funil e com muito cuidado (!), despeje o vinagre quente (não fervendo!) na garrafa, sobre o alecrim. Tampe a garrafa e armazene em temperatura ambiente.
Serve 6 porçõe

Vinagre de Morango

Ingredientes:
-Morangos inteiros
-Vinagre
-Açúcar

O que fazer:
Encher uma jarra grande com morangos (não esvaziá-los). Cobrir com vinagre e selar. Refrigerar por 10 dias. Filtrar o vinagre. Para cada ½ litro de vinagre, adicione 3 xícaras de açúcar. Ferva a mistura por 2 minutos. Deixe arrefecer. Estocar em garrafas esterilizadas ou jarras, seladas. Rende: 16 colheres de sopa para cada ½ litro.



Fotos da Internet

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Lombinho de Porco ao Molho de Goiabada

Uma dica boa pro seu fim de semana...lombinho de porco, fácil de preparar, e sempre benvindo na mesa...

Pra não perder o costume, misturo um pouco de doce na minha comida...eu adoro, e se você também gosta, não perca tempo...é muito, muito bom!

Faça sua carne, como de costume, bem temperada, na panela, no forno, não importa...o negócio é o molho...se vc gosta de agridoce, vai adorar!

1 xícara de chá de goiabada lisa picada em cubos bem pequenos
1 xícara de chá de água
1/2 xícara de chá de vinagre branco
3 colheres de sopa de molho inglês
3 colheres de sopa de shoyo
1 colher de chá de molho de pimenta vermelha (opcional)
Suco de 1 limão

Numa panela em fogo médio coloque goiabada, água, vinagre branco, molho inglês, molho de pimenta vermelha, pimenta caiena e sal a gosto
Cozinhe mexendo sempre por mais ou menos 10 minutos
Neste momento acrescente suco de limão
Desligue o fogo

Fonte:
http://tudogostoso.uol.com.br

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Tarte Tatin de Beringela e Tomates Confitados

Se você me perguntar qual é a receita dessa tarte tatin, será que vou saber explicar? Não, não sou louca de tudo...só mais ou menos....rssss...é que de vez em quando me dá vontade de repetir em casa alguma coisa que eu comi fora...acho que essa é uma mania nossa, estranhas pessoas que gostam de cozinhar...e nem sempre sabem explicar...Mas...vamos lá...

Lavei e cortei as beringelas em cubos - Coloquei na assadeira.
Cortei os tomates italianos em metades, retirei as sementes - Coloquei na assadeira.
Polvilhei sal e açúcar mascavo, gotas generosas de balsâmico, e reguei com bastante azeite. Joguei por cima alecrim fresco (que eu adoro!) e levei ao forno médio, mexendo de tempos em tempos (por umas duas horas) até que os legumes ficaram desidratados e ligeiramente caramelizados.

Forrei uma forma redonda com papel impermeável, coloquei os legumes, e por cima deles, um disco de massa folhada cobrindo tudo. Levei ao forno, e depois de assado, virei sobre uma travessa, de modo que a massa ficou em baixo e os legumes por cima. Pra arrematar e aumentar o sabor, reguei com mais azeite e mais alecrim fresco.

Sei que eu gostei, achei ótimo e fiquei muito feliz...e se você também gosta desses ingredientes sugiro que faça, acho que vai aproveitar! Bon apetit!

terça-feira, 15 de junho de 2010

O chá que vira flor

Ganhei esse chazinho de uma amiga chinesa que me visita sempre...ela trouxe de lá...não conhecia, achei tão curioso...o que parece ser uma semente quando colocada na água quente se transforma numa linda flor!
Pesquisando pela net achei no Marketing na Cozinha achei essa ótima explicação:

"No início da primavera, no sudeste da China, mulheres acordam pela madrugada para colher pequenas flores, ainda tenras, cobertas de orvalho. Depois, são ressecadas e envoltas em folhas de chá verde, também secas, como um novelo. São os “flowering teas“.
Essas trabalhadoras do campo nem sequer podem comer alimentos com cheiro forte, como cebola e alho, que possam alterar os aromas da planta, que absorve facilmente odores.
Após a colheita e secagem das flores e folhas, artesãs costuram à mão as bolinhas de folhas de chá com um fio de algodão cru. Para consumir os chás florais, coloca-se o novelo em uma xícara ou bule translúcido e, devagar, acrescenta-se água quente."
 
Assista ao vídeo e veja como é curioso!

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Vida Simples - Blogagem Coletiva - Lugares

O tema da blogagem coletiva Vida Simples dessa semana são lugares...

Eu sou uma pessoa essencialmente urbana, me dou bem e me sinto muito bem em cidades grandes...gosto do barulho, das pessoas, do caos de uma metrópole!

Mas há vezes em que e preciso deixar essas coisas de lado, e respirar um pouco de ar puro, trocar o ronco dos motores pelo mujido das vacas...o cacarejar das galinhas...estar em contato com o verde!

Confesso que faço isso muito poucas vezes, pois sempre que penso em viajar já me vem a cabeça ir a algum lugar onde eu possa ver gente diferente, comer coisas diferentes, assistir a peças de teatro, shows, etc...
Mas existe um lugarzinho no sul do meu estado, que me é especial...e é a este lugar que eu gostaria de levá-los hoje...para aproveitar um dia simples na fazenda. Venham comigo a Monte Sião, Minas Gerais!

domingo, 13 de junho de 2010

Frango com Pêssegos e Amendoas

Fonte: http://deliciasecompanhia.blogspot.com/

Procurei seguir a receita à risca, mas confesso que andei acrescentando um ou outro tempero,as coxa foram substituídas por filé de peito,coloquei caldo knorr no molho ( não posso viver sem) e as amêndoas tbm não ficaram torradas...a fome era canina, desculpe-me a autora...
Mas só sei que eu amei isso, comi feliz da minha vida!Tomara que vcs tbm gostem!

Exatamente como está no blog:

10-12 coxas e/ou pernas de frango
sal q.b.
alho q.b.
pimenta q.b.
1 cebola
azeite q.b.
4 colheres (sopa) de polpa de tomate
1 lata de pêssegos em calda
3dl Vinho do Porto e/ou Martini
amêndoa granulada torrada q.b.
Tempere o frango, de véspera ou com algumas horas de antecedência, com sal, alho e pimenta a gosto.

Faça um refogado com azeite, cebola e alho picado. Assim que a cebola ficar translúcida, acrescente o frango e deixe alourar ligeiramente de ambos os lados, dando-lhe umas voltas no refogado. Acrescente então a polpa de tomate, o Vinho do Porto e/ou Martini e metade da calda de pêssego e deixe o frango cozer nesse molho. Depois de cozido, retire o frango e reserve o molho.

Num pirex, disponha o frango e as metades de pêssego com a parte côncava para cima.
Com a varinha mágica triture o molho que cozeu o frango e junte-lhe o resto da calda de pêssego. Regue o frango com este molho e polvilhe com a amêndoa torrada. Leve ao forno alourar aproximadamente 20-30 minutos. Sirva quente e acompanhe com arroz ou outro acompanhamento de sua preferência.