sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Desejo...que voce tenha a quem amar...


É assim o meu desejo...

Amor pra Recomeçar
Barão Vermelho

Eu te desejo não parar tão cedo
pois toda idade tem prazer e medo
e com os que erram feio e bastante
que você consiga ser tolerante

Quando você ficar triste
que seja por um dia e não o ano inteiro
e que você descubra que rir é bom
mas que rir de tudo é desespero

Desejo que você tenha a quem amar
e quando estiver bem cansado
ainda exista amor pra recomeçar,
pra recomeçar

Eu te desejo muitos amigos
mas que em um você possa confiar
e que tenha até inimigos
pra você não deixar de duvidar

Quando você ficar triste
que seja por um dia e não o ano inteiro
e que você descubra que rir é bom
mas que rir de tudo é desespero
Desejo que você tenha a quem amar...

Desejo que você ganhe dinheiro
pois é preciso viver também
e que você diga a ele pelo menos uma vez
quem é mesmo o dono de quem

Desejo que você tenha a quem amar...


Esta postagem faz parte da Blogagem Coletiva Sentimentos - Desejo, proposta pela Glorinha do café com bolo

Pãozinho de Leite Condensado

Essa é uma massinha de pão bem fácil de fazer, que não exige muito esforço e que sempre dá certo!

Você pode modelar da maneira que quiser...sempre ficam gostosos e bem leves.

Eu faço sempre, só variando a cobertura...tem saída garantida, pelo menos na minha casa...rsss...espero que você também goste!

-01 lata de leite condensado - 395 g.
-a mesma medida da lata de água morna
-04 ovos
-02 tabletes de fermento fresco
-meia medida da lata de óleo de milho

e ir juntando aos poucos 1kg de farinha de trigo.

depois de tudo bem sovado, deixe crescer até dobrar de volume

Modele os pães do jeito que preferir, deixe crescer de novo, pincele com gemas e polvilhe açucar, côco ralado, etc...no meu caso coloquei sementes de papoula...

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Destrinchando - O novo livro de Julie Powell

Depois do livro “Julie & Julia”, que virou filme com Meryl Streep no elenco, a escritora americana Julie Powell volta a explorar em sua mais recente obra a mesma fórmula que a tirou do completo anonimato e a alçou à fama internacional: a exposição de sua vida pessoal. Para quem não se lembra, antes de ir para as telas do cinema, o projeto Julie/Julia era um blog, no qual Julie Powell, até então uma entediada secretária apaixonada pelo marido, postava as suas agruras com as caçarolas ao cozinhar 524 receitas do livro “Dominando a Arte da Cozinha Francesa”, de Julia Child, em 365 dias. De quebra, ela falava de sua relação com o marido, Eric, a ponto de ele, certa vez, proibi-la de postar sobre uma briga que tiveram. Em seu segundo livro, “Destrinchando – uma História de Casamento, Carne e Obsessão”, que chega às livrarias brasileiras nesta semana pela editora Record, Julie relata a experiência como açougueira, seu novo desafio na seara gastronômica. Ao mesmo tempo, divide com o leitor os sentimentos conflituosos em relação ao casamento com Eric e o caso extraconjugal com “D.”, como ela se refere na obra.
Em “Destrinchando”, a autora revela ainda mais sua intimidade do que no livro anterior. Ela conta que os encontros com D. começaram depois de um telefonema dele, na época em que finalizava o livro “Julie & Julia”, e que duraram dois intensos e apaixonados anos. Também revela que Eric descobriu seu caso. Mas que nem por isso se separaram. Julie e D. se comunicavam por SMS e não era raro ela se trancar no banheiro do apartamento que dividia com o marido para responder às mensagens instantâneas. “A mesma tecnologia que Eric e eu usamos para discutir listas de compras, transmitiam murmúrios obscenos, desejos chorosos e suspiros pós-sexo entre D. e mim.” A obra traz trechos que deixam explícito o sofrimento do marido, que, em determinada altura, começa a traí-la também. Ao mesmo tempo que corta carnes, como numa terapia, ela divaga sobre a relação – e a mulher que é – com cada um. “A Julie que sou com ele (Eric) é inconstante, forte demais e fraca demais, alguém protegida e temida, controladora e dependente. A Julie que D. conhece é um pouco diferente. Uma cúmplice; uma companheira de brincadeiras, travessa, sexy e intensamente amoral.”
Mas o que move alguém a se expor de tal maneira? Julie Powell responde por si. “Eu escrevi ‘Destrinchando’ para entender por que tive um caso”, disse, de maneira econômica, em entrevista recente. Na opinião do professor de Comunicação e Hipermídia da Fundação Armando Álvares Penteado (Faap), Eric Messa, a autoexposição é sinal dos tempos. “O limite entre privado e público mudou com o surgimento dos reality shows, blogs e redes sociais”, afirma. Estudioso do assunto, o consultor em mídias sociais Alexandre Inagaki atribui o fenômeno ao desejo das pessoas de se destacar na multidão. “Com as mídias digitais, em tese, qualquer um pode ter seus 15 minutos de fama”, diz. Graças a seu talento Julie, no entanto, conseguiu romper a barreira de tempo estabelecida por Andy Warhol

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Biscoitos de Castanhas, Nozes, Amendoim...ou do que você quiser!

Eu já fiz com amendoim, com nozes, castanha do pará...esse biscoitinho é sempre uma delícia! Faça pra acompnhar um chá, ou um cafezinho...você vai gostar!

Daqui: http://www.jurandyraffonso.com.br

Ingredientes:

1 e 3/4 xícara (chá) de farinha de trigo

2 colheres (chá) de fermento em pó

1 colher (café) de sal

1/3 xícara (chá) de manteiga

2/3 xícara (chá) de açúcar

1 ovo

1/2 xícara (chá) de nozes, castanhas ou amendoim (moídas)

1 colher (sopa) de leite

1 colher (chá) de essência de baunilha

Modo de fazer

Peneire junto a farinha, o sal e o fermento. Reserve. Bata a manteiga em creme com o açúcar. Junte o ovo, as nozes, o leite e a baunilha. Acrescente os ingredientes secos e ligue sem amassar. Divida em duas partes iguais, role cada uma sobre a mesa enfarinhada e envolva em papel de alumínio. Deixe os rolos com aproximadamente 5cm. de diâmetro. Leve à geladeira durante 24 horas. Corte em fatias de 1cm usando uma faca bem afiada. Coloque em tabuleiro untado e leve para assar em forno moderado, durante 10 minutos. Retire os biscoitos do tabuleiro ainda quentes.

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

De volta!!!!

Queridos meus,
Estou de volta! Quero agradecer de coração a todos que aqui estiveram, e todos os recadinhos tão carinhosos que recebi, thank´s a lot!
Ao contrário do que muitos de vocês pensaram eu não estava passeando, mas sim a trabalho...em geral duas vezes por ano acompanho grupos de turistas ao exterior.
Infelizmente não terei muito o que mostrar, pois meu tempo nessas viagens  é exclusivo dos meus passageiros, e pra dizer a verdade fotos mesmo só aquelas que eles me pedem pra tirar!
Posso dizer que esse meu trabalho, apesar de muito cansativo, é extremamente gratificante...
Mas digo que estava com saudades daqui, e de todos vocês
Hoje estou tentando colocar minha casa e minha vida em ordem, mas à partir de amanhã, prometo começar a visitá-los, pois já vi que está "rolando" muita coisa boa na blogsfera
Um abraço carinhoso a todos, e...
Como é bom estar de volta!