quarta-feira, 18 de maio de 2011

A arte das especiarias

Talvez nenhum outro componente culinário tenha possuído um papel tão determinante na História mundial como as especiarias. Por elas travaram-se guerras, floresceram e feneceram nações, abriram-se rotas comerciais, mudaram-se os hábitos gastronômicos
Independentemente do sentido do termo, desde tempos imemoriais as especiarias foram utilizadas pelos povos do Oriente, transportadas por mar; em rotas que atravessavam os oceanos Indico e Pacífico. Chegavam a Imperadores e ao homem do povo, quer como tempero de alimentos, quer ligadas a rituais religiosos, ou mesmo como remédio indicado para as mais diversas maleitas.
Durante um longo período da história da humanidade, as especiarias chegavam as margens do mediterrâneo em pequenas quantidades, vendidas de imediato a preços elevadíssimos. O fato só aumentava o fascínio que estas exerciam sobre as civilizações que floresciam na região. Eram produtos tidos no âmbito do quase mágico. Vindos de terras distantes, também elas encobertas num véu de mistério e alguma sedução.
Contudo, razões bem reais tornavam proibitiva a incursão de grandes quantidades de especiarias na Europa. Os comerciantes sentiam grandes dificuldades em as fazer atravessar os mares e os continentes desde as terras do Oriente, algumas bem longínquas, até à Europa. Isto agravado por impostos e taxas aplicados nos territórios e portos por onde passavam.
Estando estes produtos apenas ao alcance das bolsas e mesas dos mais ricos, não admira que as especiarias fossem equiparadas, em valor, ao ouro. Assim se compreende que muitos testamentos deixassem como herança avultadas quantidades de especiarias.
As fotos são do fotógrafo japonês Yamada Taro

21 comentários:

  1. Bella la foto dove si capisce da dove arrivano le spezie dal mondo, ciao

    ResponderExcluir
  2. Oi, Re,

    Acabei de temperar umas coxas de frango e isso me lembrou, de novo, como sou viciada em temperos e especiarias, rsrs. Já quis fazer um post sobre o tema e inclusive tenho algumas fotos, mas sempre acabo adiando. Acho que as especiarias são uma das maravilhas da natureza. Belo post!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  3. Renata, olá! Adorei o texto e as fotos! Bárbaro! Beijo grande!

    ResponderExcluir
  4. Muito interessante, as especiarias foram mesmo causa de muitas batalhas. E essas fotos são espectaculares!!

    ResponderExcluir
  5. Obrigado pela partilha Renata tanto do texto comodas fotos.
    Já não saberia viver sem as especiarias na minha cozinha...

    beijos!!

    ResponderExcluir
  6. Naquele tempo, a pimenta forte era a mais importante das especiarias, porque mesmo salgadas e defumadas, as carnes de peixe e bovinas apodreciam com facilidade. Eles temperavam as carnes com temperos fortes, odoríferos e picantes, para disfarçar o mau cheiro e o sabor. Eles não rejeitavam a carne estragada porque no inverno havia muita falta de alimento - uma questão de sobrevivência - talvez daí veio o ditado "O que não mata, engorda" - meio nojento pensar nisso nos dias atuais, mas essa carência alimentar não deixava recusar alimento algum.
    Só depois da decadência do império romano que as especiarias se tornaram artigo de luxo; foram os portugueses que tiveram a ideia de obter lucros exorbitantes com o comércio das especiarias e talvez possamos culpar todo este processo de comercialização das especiarias para justificar o descobrimento da América por Colombo, afinal, o pacífico tinha mares turbulentos e os prejuízos com naufrágios eram enormes, assim na necessidade de procurarem novas rotas, Brasil foi descoberto por acaso pelos portugueses.
    Boa semana! Beijus,

    ResponderExcluir
  7. Que lindo isso hein?! dorei! vou dar uma ideia lá no blog que achei a sua cara, não... não é comida com frutas não, depois vc vai ver, bjs
    Maura

    ResponderExcluir
  8. Hola Renata
    muy bien por este post. Me encantan las especies. Las fotos de Taro Yamada son espléndidas. Muitos beijos

    ResponderExcluir
  9. O mapa foi dez. Lembrou-me aquele filme grego quando o avô ensina astronomia com as especiarias.

    ResponderExcluir
  10. Adorei o texto e as fotos são lindíssimas!!!
    Benditas sejam as especiarias!!!
    O que seria de nós sem elas???rs
    Bjks
    Ivani

    ResponderExcluir
  11. Oi Renata!
    Belo texto! Belas fotos, a primeira então, linda!
    Afinal o que seríamos sem elas, elas literalmente dão tempero a vida!rsrsrs
    Beijão!

    ResponderExcluir
  12. Preciosas las fotos muy interesante publicación.
    Un beso y gracias

    ResponderExcluir
  13. Adorei o post, adoro as especiarias. Um abraço, Marta.

    ResponderExcluir
  14. Adorei o texto Re, aprendo muito vindo te visitar, pois vc dá um show na cozinha, mas dá um espetáculo nas informações. Que bom existirem as especearias, por que adoro tudo muito bem temperado, obrigada Re por mais uma que aprendi...bjocas

    ResponderExcluir
  15. Rê, adorei seu post, tb adoro especiarias! Mto bonitas as fotos!
    Bjim

    ResponderExcluir
  16. amo especiarias..e êsse seu texto esplicativo ficou maravilhoso..parabens..bjus..li

    ResponderExcluir
  17. Que lindo!!!
    O mapa mundo das especiarias é esplendoroso.
    Beijinhos,
    Rute

    ResponderExcluir
  18. LINDAS FOTOS, GOSTEI MUITO DA DO MAPA, UMA BELEZA.
    BJS

    ResponderExcluir
  19. Olá Renata! Saudades!Voltei das mini-férias e tenho levado tempo a encontrar de novo o ritmo...
    Sou uma apaixonada por este tema das Especiarias e gostei muito da sua introdução e das fotos que são fantásticas! Só não concordo com um dos comentários que acusa os portugueses de terem "tido a ideia de obter lucros exorbitantes com o comércio das especiarias e talvez possamos culpar todo este processo de comercialização das especiarias para justificar o descobrimento da América por Colombo"...
    O que aconteceu na verdade é que o comércio era feito por mercadores que faziam o seu transporte por terra, com todos os riscos e perigos que isso implicava.O seu comércio na Europa era dominado pelas cidades-estado italianas de Florença, Génova e Veneza, que tinham o monopólio e vendiam a preços proibitivos para a maioria das bolsas. Os portugueses tentaram então descobrir um caminho por mar, de modo que o transporte não tivesse taxas de passagem tão elevadas. Foi pela Acção dos Descobrimentos Portugueses que as especiarias passaram a ser mais baratas, mais conhecidas e utilizadas na Europa. Hoje diríamos que é aos portugueses que se deve a "democratização" das especiarias.
    É verdade que tiveram lucros, mas os lucros exorbitantes, foram ganhos pelos holandeses que as vinham buscar a Lisboa e as vendiam para todo o norte da Europa.
    Bjs. Bombom

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo aqui,fique a vontade para deixar seu comentário!