sábado, 24 de setembro de 2011

Arroz com romãs

Mais uma receita que veio lá do Trembom
Ótima sugestão pro seu final de semana...
Faça esse arroz e saboreie algo diferente...
Não "esquenta" a cabeça se você não tem a mão todos os ingredientes, use a sua imaginação, e o que você tem disponível na sua despensa, e substitua, faça variações, ouse...mas, por favor, mantenha as romãs, ela são o "espírito  do prato!
Eu também não tinha tudo, mas garanto que meu arroz ficou divino!

A receita está aqui na íntegra, anote!

Ingredientes:
350g de arroz lavado e escorrido
2 colheres de sopa de azeite de oliva
2 pedaços pequenos de manteiga
Pitada de páprica ou uns fiapos de açafrão
1 colher de chá de semente de coentro
2 colheres de sopa de pinoli
Raspa de ½ laranja
2 colheres de sopa de pistache descascado
Sementes de 1 romã ou mais se quiser
Uma mão cheia de manjericão, hortelã e coentro picadas
fatias de limão

Modo de fazer:
Cozinhe o arroz só com sal. Reserve. 
Numa panela maior coloque o azeite de oliva e a manteiga. Assim que começar a esquentar coloque as sementes de coentro, o açafrão/páprica e o pinoli. 
Cozinhe por uns 40 segundos e jogue as raspas de limão dentro da panela assim como o pistache. Misture tudo. Acrescente a romã e o arroz. Misture tudo bem. 
Jogue as ervas na ultima hora. Ajuste o tempero se achar necessário. Na hora de servir coloque umas fatias de limão também.

    sexta-feira, 23 de setembro de 2011

    Pão de Chocolate

    Fotos antigas de uma receita antiga, mas jamais esquecida!
    Vinda de tempos bons, lá do Fórum Minhas, Tuas, Nossas Receitas, de onde eu sinto muita saudade...
    Tirei do fundinho do meu baú, pra mostrar pra você, por que vale à pena, é uma delícia!
    Pão de Chocolate da Kyntha

    Ingredientes - Massa

    500g de farinha de trigo
    100ml de água
    100ml de leite
    15g de fermento biológico instantâneo
    30g de açúcar
    1 ovo
    50g de margarina
    50g de chocolate em pó
    sal a gosto

    Ingredientes - Recheio
    chocolate em barra meio amargo picado
    geléia de laranja

    Modo de preparo:
    Reserve a farinha e o chocolate em pó. Misture os demais ingredientes e acrescente a farinha aos poucos até obter uma massa consistente. Acrescente o chocolate em pó e o restante da farinha até dar o ponto, sove bem. Deixe descansar de 30 a 40 minutos. Abra a massa, coloque o recheio, modele e pincele com clara. Deixe descansar por mais 30 a 40 minutos. Leve para assar em forno pré-aquecido a 180ºC.

    quinta-feira, 22 de setembro de 2011

    Exploding Vegetables - A explosão dos vegetais

    A nova série do fotógrafo alemão Martin Klimas chamada "Exploding Vegetables", onde ele recria a ilusão de legumes sendo desfigurados por uma arma de fogo, refltete a preferência da população atual em consumir "junk food" em lugar de uma alimentação saudável.
    Mais uma vez alimentos sendo usados como expressão de arte,
    merece meus aplausos!

    quarta-feira, 21 de setembro de 2011

    Cestinhas de massa filo recheadas com quatro queijos e alcachofras...e uma saudade enorme

    De vez em quando gosto de inventar alguma coisa na cozinha...deixar minha imaginação fluir...sem seguir receita nem nada, juntar alguns ingredientes e ver qual será o resultado...
    Como vocês bem sabem, viajar, cozinhar e comer (talvez não necessariamente nessa ordem), são minhas maiores paixões...
    E foi assim, admirando essa foto da belíssima cidade de Bolzano, na região do Trentino, na Itália, que eu tive uma inesperada vontade de comer alguma coisa que me lembrasse esse país que eu tanto adoro, e que a saudade enorme que eu sinto de alguém que está por lá fosse dessa maneira aplacada.
    Eu sou assim, comida pra mim rima com saudade...
    E foi assim que eu preparei as tais cestinhas, se você gostou, sugiro que prepare, você vai gostar muito! É claro que vai!
    Cestinhas de massa filo:
    Compre a massa filo já preparada e congelada. Deixe descongelar em temperatura ambiente, e abra as folhas que você vai precisar com bastante cuidado, pois elas são bem frágeis.
    Corte em quadrados e sobreponha um quadrado sobre o outro, em uma forminha de muffin ou de empadinha, tendo o cuidado de pincelar entre uma folha e outra com azeite, manteiga derretida ou clara de ovo.
    Leve assar em forno médio até que as cestinhas fiquem douradas
    Reserve.

    Preparando o recheio:
    Usei quatro tipos de queijo que eu tinha disponíveis: ricota, parmesão, mozarella e gorgonzola, mas fique à vontade para usar aqueles que você tiver, é claro!
    Amassei todos juntos, e usei creme de leite fresco para dar uniformidade e transformar isso tudo numa "pasta".
    Temperei com um fio de azeite, pimenta do reino, orégano, mas não usei sal, afinal os queijos já são salgados.
    Recheei as cestinhas com a pasta de queijos, e coloquei uma meia florzinha de alcachofra em conserva em cada uma
    Levei ao forno para esquentar
    Abri um vinho, me servi, e...comi feliz, fingindo, por aqueles breves momentos, que eu estava na Itália!

    terça-feira, 20 de setembro de 2011

    Dica de Livro - Afrodite, de Isabel Allende

    Um livro que posso dizer à você que vale à pena ser lido. 
    Ok, mesmo que não estejas interessado na gastronomia com fins afrodisíacos, nunca se sabe...um dia todos podemos precisar...nem que seja apenas por estarmos curiosos...
    Gastronomia erótica? Discordo! Apenas receitas em que o único propósito é agradar àquele que irá usufruir...e não é assim o ato de cozinhar? Procurar sempre agradar aos sentidos mais profundos do nosso ser?
    E como a própria Isabel escreve na introdução...
    "Dedico estas divagações eróticas aos amantes brincalhões e – por que não? – também aos homens assustados e às mulheres melancólicas." 
    Mulheres melancólicas? 
    Não...jamais! Mulheres sábias, feiticeiras da arte de cozinhar, verdadeiras alquimistas...a Afrodite que impera em cada uma de nós!
    Mesmo que você não se interesse pela gastronomia, leia, você vai poder entender perfeitamente porque nós gostamos tanto de cozinhar!

    segunda-feira, 19 de setembro de 2011

    Batata doce caramelada...vai encarar?

    Meu amigo, minha amiga, vou logo avisando: só prepare estas batatas caso você realmente goste de uma boa dose de açúcar na sua comida...do contrário, esqueça!
    Nada animador não é? Ok, eu sei...mas é que eu realmente gosto de misturar doce e salgado...e digo que as batatas assim carameladas ficaram sob medida pro meu paladar! E casaram muito bem com esse presunto defumado...
    Sabe aquele lance de viajar na comida e parar lá longe...em algum lugar que talvez você nem saiba bem aonde fica? É...tem gente que sabe...já conversamos sobre isso...
    Batata Doce Caramelada...Anote:

    Ingredientes
    - 1 kg de batatas doce, em rodelas
    - 1 colher (chá) rasa, de sal

    Calda
    - 2 xícaras (chá) de açúcar
    - 1 colher (café) rasa, de sal

    Modo de Preparo:
    Cozinhe as batatas doce em água e sal, até que estejam quase macias. Escorra e reserve.
    Derreta o açúcar até caramelizar. Adicione 1 xícara (chá) de água e dissolva. Deixe em fogo baixo até reduzir e formar uma calda densa. Junte o sal e as batatas doce e, mexa com cuidado de vez em quando, até estarem macias.

    domingo, 18 de setembro de 2011

    Os Jardins de Giverny e a Casa de Monet

    Giverny foi a pequena cidade que Claude Monet escolheu para construir sua casa, e seus belíssimos jardins.
    Monet viveu e trabalhou aqui de 1883 ,  até sua morte, aos 86 anos. Hoje o local está "tombado" e todo o patrimônio deixado pelo pintor impressionista integram a Fundação que leva seu nome.
    Os ambientes da casa foram conservados, inclusive as cores das paredes originais, escolhidas por ele. É das janelas do quarto e da sala-escritório, que Monet apreciava os famosos jardins, tema recorrente de seus quadros.
    Monet costumava descer ao jardim ‘as seis horas da manhã, porque é nas primeiras horas que a vida é mais bonita, “ quando o azul da noite se transforma em rosa”, como dizia o pintor.
    Estar em Giverny é como fazer parte das inspirações do Mestre Impressionista
    Mais de 500 mil turistas descobrem o Jardim de Monet a cada ano, durante os sete meses em que a propriedade permanece aberta ao público, entre primeiro de abril e primeiro de novembro. Chorões, bambus, cerejeiras do Japão, macieiras japonesas, rododendros, azaléias, peônias, aguapantos, gerânios, rosas, glicínias, íris, tulipas, miosótis, junquilhos, papoulas, anêmonas, dálias, flor de maracujá, amor perfeito, margaridas, hortênsias são as atrações no jardim.
    Enquanto caminham em seu jardim e por sua casa, os visitantes ainda podem sentir a atmosfera do mestre do impressionismo e se maravilhar com as composições de flores e água na frente do que foram suas fontes de inspiração mais frutíferas
    Um jardim mágico... A transformação acontece na hora marcada, na hora encantada: as cores se fundem, os pássaros começam a cantar para se recolher e elas, as Ninfeias, se abrem perfumando suavemente o entardecer
    Claude Monet não se cansou se pintar e observar seu jardim de Ninfeias. Mesmo quando já estava quase cego, ainda conseguia enxergar o tapete florido sobre as águas.
    Giverny está a 50 minutos de carro a partir de Paris, ou de trem, a partir da Gare Saint Lazare, seguindo até Vernon.
    Para maiores informações, inclusive períodos de abertura, sugiro acessar o site oficial da Fondation Claude Monet
    Não deixe de visitar, é imperdível!