sábado, 1 de outubro de 2011

Biscoito medalhão de queijo...resgatando as delícias de Minas

O post abaixo me fez lembrar desta receita...
Biscoitinho típico aqui das minhas Minas Gerais...uma pena que ninguém mais faça em casa...só tenho encontrado desses biscoitos industrializados.
Mas eu, como não sou lá muito fã da indústria de biscoitos e afins...prefiro fazer meus biscoitinhos em casa mesmo.
Dá um certo trabalho, claro, mas o sabor é infitamente melhor, você não concorda?

Anota a receita, e aproveite essa delícia feita de queijo, você vai adorar, eu garanto que sim! 

Ingredientes da massa:
- 250g de manteiga
- 1/2 kg de farinha de trigo
- 1 xicara (200ml) de leite aproximadamente 
- 01 colher (café) de sal
- 01 colher (sopa) de fermento em pó

Recheio:
- 250g de manteiga 
- 250g de queijo parmesão ralado

Modo de fazer
Recheio: Misture a manteiga com o queijo ralado e amasse bem até formar uma pasta homogênea

Massa: Peneire juntos a farinha, o fermento e o sal. Amontoe, faça uma cova, no centro, deite dentro a manteiga, e vá amassando com a ponta dos dedos e juntando o leite aos poucos e somente em quantidade necessária para ligar toda a farinha e obter uma massa fofa, porém, que não grude nas mãos.
Trabalhe rapidamente, e divida a massa em 4 porções iguais
Abra cada porção de massa com o rolo sobre uma superfície ligeiramente polvilhada com farinha.
Espalhe sobre cada pedaço de massa uma camada de pasta de queijo e enrole, em seguida, como rocambole.
Feito isso, envolva os 4 rocamboles em filme plástico, e leve ao congelador por algumas horas.
Quando estiverem bem duros, retire os plástico, e corte os rocamboles em fatias bem finas. 
Arrume as rodelas em tabuleiros forrados com papel manteiga levemente untado.
Asse os biscoitinhos até que fiquem dourados, e espere esfriar bem para guardar em recipiente bem fechado.

Então, me diga, você gostou?

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Super cool...o seu queijo parmesão agora vem em forma de lápis

Queijo parmesão em forma de lápis gigantes, que vem em três sabores diferentes para você se deliciar: trufas, pesto e chilli.
Vem com o apontador incluído, e no verso da embalagem você pode ficar sabendo quantas calorias tem cada porção e quanto de queijo você precisa pra cada tipo de prato, não é o máximo?
Infelizmente, eles só foram criados em uma tiragem limitada de 500 conjuntos, que esgotaram em apenas duas semanas...pena né?

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Penne ao creme de abóbora com gengibre, carne seca e banana da terra frita

Carne seca é uma especialidade que, se não for brasileira, deveria ser...porque eu nunca vi uma carne que combina tão bem com a nossa culinária.
Estas receitas foram preparadas com a  carne seca  Paineira que eu recebi como uma oferta muito gentil da própria empresa.
Sugiro que você entre no site da Paineira e descubra quanta coisa boa você pode fazer com carne seca!

Essa massa foi uma invenção minha, e para te dizer a verdade, acho que ficou perfeita!
Se você gostou e aprovou, por favor, fique à vontade!

Penne ao creme de abóbora com gengibre, carne seca e banana da terra

Creme de abóbora: 
1/2 kg de abóbora tipo moranga 
1 cubo de caldo de legumes 
l xicara de água 
1 colhere de sopa de azeite
1/2 xicara de creme de leite fresco  
Sal, gengibre em pó e pimenta a gosto

Cozinhe a abóbora na água com o tablete de caldo de legumes. Retire a abóbora e reserve o caldo do cozimento. Numa panela, coloque o azeite e refogue a abóbora. Desligue o fogo, adicione o creme de leite, bata no liquidificador com a água do cozimento da abóbora, junte os temperos, acerte o sal e volte ao fogo para apurar e adquirir a consistência de creme.  

Carne seca desfiada:
Cortar a carne em cubos grandes e deixar  de molho na água, de um dia para outro na geladeira.
No dia seguinte, cozinhar a carne com outra água, na panela de pressão até ficar bem macia
Desfiar toda a carne com ajuda de um garfo e refogar com uma cebola em pouco azeite.

Servir a massa cozida "al dente" com o creme de abóbora, carne seca desfiada e fatias de banana da terra fritas em manteiga para compor. Salsinha polvilhada para decorar

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Bolo de fubá Romeu e Julieta, com goiabada e catupiry


Pense num bolo gostoso...Pensou? Então pense agora em um bolo muito mais gostoso que esse que você pensou...(não olhe para a foto, por favor!!!) Agora sim, acertou! 
Esse bolo é uma surpresa, uma verdadeira delícia!
Se você como eu adora um bolo de fubá não deixe de experimentar, esse bolo é imperdível!

Bolo Milharina Romeu e Julieta (recheado de catupiry com Goiabada)
Receita da Priscila, Do Maravilhoso Blog Delícias da Priscila.

Ingredientes: 

Massa:
3 ovos inteiro
125 ml de óleo de milho
1 latinha de milho verde escorrido
1 copo (requeijão - 250 ml) de açúcar
1 copo (requeijão - 250 ml) flocos de milho pré cozido
1 colher (sopa) fermento em pó para bolo 

Recheio:
goiabada em lascas à gosto - cerca de 200g
catupiry a gosto (requeijão de cortar) - cerca de 300g 

Bolo:
Liquidifique os 3 ovos, óleo e o milho, bata sem pressa até o bagaço ficar bem miudinho. Desligue, e acrescente os secos: 1 copo de açúcar, 1 copo de flocos de milho e o fermento para bolo. Pronto. Despeje num tabuleiro ou refratário médio n.o 2, untado de margarina e polvilhado de fubá.

Recheio:
Distribua a goiabada e os pedaços de requeijão por sobre a massa da maneira que preferir
Não se intimide por fotos sem qualidade, eu garanto que esse bolo é perfeito!

terça-feira, 27 de setembro de 2011

A arte de beber vinho e os sete pecados capitais..qual é o seu?

Criados pelo design inglês Kacper Hamilton cada um dessas taças são baseadas nos 7 pecados capitais.
Cada uma delas remete a um pecado, que é revelado através do ritual de beber vinho.
Se fosse para escolher, a minha seria a da Gula...confesso que de todos esse é meu único pecado!
E a sua qual seria?

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Bacalhau a espanhola...a solução!

Ok, eu sei que você deve estar curioso...afinal, o título do post diz: "Bacalhau a espanhola"...mas, afinal, onde está esse bacalhau?
Eu te digo, meu amigo, o bacalhau está aí, pode crer, você é que não vê, mas ele está bem debaixo dessa camada de tomates vermelhos, pimentões e cebolas...
E tenho que confessar, preparados com bacalhau não são o meu forte...muito pelo contrário, taí uma tarefa pra mim praticamente impossível!
A minha sorte é que eu tenho a quem recorrer em situações como essas, num rápido telefonema, o destino do bacalhau já estava traçado!
Bacalhau a espanhola: nada mais fácil, nada mais rápido e descomplicado em matéria de bacalhau!
 (o bacalhau ainda não foi assado)

Ok, se você não tem tanta intimidade assim com o "dito cujo" como eu, aí vai a explicação:
Deixei o peixe salgado de molho de um dia para o outro, e troquei a água treis vezes.
No dia seguinte, levei a ferver e assim que ferveu desliguei. Separei a pele, as poucas espinhas, separei em lascas e reservei.
Cozinhei ligeiramente fatias de batata na mesma água em que fervi o peixe
Derramei uma generosa porção de azeite no fundo do refratário, coloquei as batatas, o bacalhau em lascas, mais azeite, bastante coentro e salsinha, rodelas de pimentão vermelho, rodelas de tomate, algumas azeitonas, por fim as cebolas em fatias e mais azeite
Levei aquilo tudo no forno, e aí está!
Acho que eu não me saí muito mal não...Nem preciso dizer né? Quem comeu gostou!

domingo, 25 de setembro de 2011

Bolo de cenoura com calda de chocolate...afinal, a vida é bela!

Você pode estar se perguntando: bolo de cenoura? 
Que receita mais comum pra alguém publicar em um blog de gastronomia!
Eu sei, eu também acho, mas me diz aqui: bem baixinho pra ninguém escutar...esse bolinho não te faz lembrar de coisas boas? 
Se ele não é o seu preferido hoje, tenho certeza que um dia, e por um longo período da sua vida ele foi!
Então; o bolinho de cenoura com calda está aqui hoje só pra te lembrar que a vida foi, e continua sendo deliciosa!
Bom dia!

Eu faço assim:
Bato no liquidificador
03 ovos
1/2 xícara de chá de óleo
03 cenouras médias descascadas e picadas
1 1/2 xicara de açúcar

Junto à 02 xicaras de farinha de trigo + 01 colher de sopa de fermento em pó - que estão peneirados 
Misturo bem, e forno! 

A cobertura? 
É aquela fácil e rápida - costumo dobrar as quantidades

1 colher (sopa) de manteiga
2 colheres (sopa) de chocolate em pó ou achocolatado
2 colheres (sopa)de açúcar
2 colheres (sopa) de leite

Leve tudo ao fogo até ferver e espalhe sobre o bolo ainda quente