sábado, 7 de janeiro de 2012

Série Cidades de Sonho - Alberobello

Depois de algum tempo resolvi retomar as postagens que eu chamo "Cidades de Sonho"...pois muitas cidades, muitos lugares povoam os meus sonhos...e dividir alguns dos meus sonhos e prazeres com vocês é o propósito deste blog.
Alberobello, cujo nome deriva de Sylva  –  Arboris Belli (selva das árvores de guerra) é esta pequena cidade da Puglia, região sul da Itália.
Situada no alto de uma colina entre oliveiras e amendoeiras, existem muitas casinhas brancas, feitas de pedras sobrepostas e telhado cônico, sobre o qual são desenhados, com cal branca, símbolos cristãos e pagãos. 
Os "Trulli", casinhas feitas total e exclusivamente de pedras e telhado cônico, muitos deles com talvez mais de mil anos de idade, são as contruções típicas dessa pequena cidade e são considerados Patrimônio da Humanidade pela Unesco.
Dizem que essa construção curiosa foi a maneira que um senhor feudal encontrou para desenvolver seu feudo e sonegar impostos. A lei da época exigia uma autorização e o pagamento prévio de impostos para a construção de novos centros urbanos e para evitar o prejuízo, o senhor feudal determinou que os camponeses construíssem suas casas de modo precário. Com a construção a seco, a qualquer sinal de fiscalização, os trulli poderiam ser facilmente demolidos, sem deixar vestigios de construção abusiva 
Mas a forma de construção das pequenas casinhas de pedra tem origem nas tribos provenientes da Ásia que tomaram na antiguidade o sul da Itália.
Nos cones dos trulli estão representados não só alguns símbolos religiosos mas também mágicos ou pagãos, que serviam, na tradição popular, para dar sorte ou para manter os espíritos afastados das casas. Os principais símbolos religiosos, como as cruzes, estão relacionados com a paixão de Cristo. Os símbolos mágicos têm frequentemente uma relação com o Zodíaco ou com a astronomia.  Há também figuras como o sol, o coração, a lua… – representando o pedido de proteção às divindades. Por fim, os símbolos pagãos mais frequentes são o galo, a ferradura, os cornos de boi, entre outros.
Frequentemente os turistas são convidados a subir no terraço de um "trulli" para observar a  magnifica vista dos telhados de pedra
A cidade de Alberobello vive hoje exclusivamente do turismo, e os "trulli" estão apinhados de pequenos souvenirs como rendas, bolsas, artesanato em cerâmica e a gastronomia da região.
Muitos deles, inclusive, estão abertos aos turistas mais curiosos que querem ver de perto como é a divisão de um trulli por dentro.
Alberobello, uma cidade de sonho!

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Butterscotch Chips and Chocolate Muffin

Ontem tivemos café, então hoje teremos muffins!
Claro, sempre os meus preferidos para o café da manhã...mas você já sabe disso, não é? 
Muffins deliciosos com chocolate e as deliciosas gotinhas de  butterscotch, que a gente não costuma achar no Brasil, mas que neste caso são perfeitamente substituíveis por chocolate branco, uvas passas, ou qualquer tipo de "nuts" que você tiver a mão...
Ingredientes:
1/2 xícara de manteiga ou margarina amolecida
1 xícara de açúcar
2 ovos
1 xícara iogurte ou leite azedado com 1 colher de limão
2 colheres de chá de baunilha
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1/2 colher de chá de fermento em pó
1/2 colher de chá de sal
1/3 xícara de chocolate meio amargo picado
1/3 xícara de chips de "butterscotch" - que podem ser substituídos por
chocolate branco, ao leite, uvas passas ou qualquer tipo de castanha da sua
preferência


Cobertura:
2 colheres de chocolate meio amargo
2 colheres de sopa de chips de "butterscotch"
2 colheres de sopa de açúcar mascavo
1/4 xícara de nozes picadas


Em uma tigela grande, bata a manteiga e o açúcar até ficar homogêneo.
Adicione os ovos, um de cada vez, batendo bem após cada adição. 
Junte o creme azedo e a baunilha e misture bem. 
Em uma tigela, misture a farinha, o bicarbonato, o fermento e o sal, adicione à mistura de manteiga e mexa levemente. 
Adicione o chocolate picado e os chips "butterscotch"
Preencha as forminhas de muffins até 2/3 da sua capacidade. 
Em uma tigela pequena, misture os ingredientes da cobertura. 
Polvilhe a cobertura uniformemente sobre cada muffin. 
Asse em forno médio por 25-30 minutos ou até dourar.
Deixe esfriar por 5 minutos e retire para uma gradinha.

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Que tal acordar com um café sorriso?

Essas "mugs" foram feitas pra mim, tenho certeza!!!
A caneca adormecida acorda lentamente à medida que você vai derramando sua bebida quente...
No meu caso café preto bem forte...bom dia pra você!

Se você também quer uma, estão a venda aqui e custam U$29

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Sopa de banana com curry...Viajando a cada colherada

Eu até tento...mas não consigo...
Meus almoços são assim...como diria meu filho se estivesse em casa: "Mãe, qual a loucura que você inventou hoje?"...mas estou me disciplinando, pode ficar tranquilo, no almocinho corrido de todo dia agora temos duas variedades: almoço pra "pessoas normais" e o almoço "alternativo" pra minha pessoa...essa que aproveita os seus minutos preciosos e viaja pelos quatro cantos do mundo a cada garfada, cada colherada...se não posso estar lá fisicamente, procuro estar em pensamento...
Não sei se você me entende, mas eu viajo comendo...é algo que não consigo evitar!
Sopa de banana e curry, que achei no incrível blog Come-se da Neide Rigo, aliás, uma surpresa atrás da outra!

Sopa de Banana e Curry (fantástica!)

1 colher (sopa) de manteiga 
Meia cebola branca picada 
1 colher (sopa) de farinha de trigo 
2 bananas nanicas bem maduras (mas não moles), bem amassadas com garfoou passadas pelo passador de legumes 
Sal a gosto 
3 xícaras de caldo de frango ou água 
1 colher (chá) de pó de curry - usei mais um pouquinho
½ colher (chá) de pimenta vermelha em flocos (ou use uma pimenta dedo-de
moça finamente picada, sem sementes) 
2 colheres (sopa) de coentro picado
1 colher (chá) de suco de limão 

Numa panela, em fogo alto, aqueça a manteiga e refogue nela a cebola bem picadinha, até ficar dourada. Junte a farinha de trigo e mexa bem. Em seguida, coloque a banana amassada e o curry. Misture bem e junte o líquido. Deixe cozinhar, mexendo sempre, até engrossar. Junte o sal e experimente. Junte mais curry, se achar necessário. Se achar necessário, bata com o mixer para ficar cremosa. Acrescente a pimenta, o contro  e o suco de limão. Misture e sirva. 
Pra onde eu fui?
Comendo essa sopa incrível eu estive na Tailândia, você acredita? 

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Fotógrafo Britânico cria paisagens usando alimentos frescos

O fotógrafo britânico Carl Warner cria paisagens construídas apenas com comida. Acima, pontos turísticos de Londres são recriados com peixes, melancias, abacaxis e laranjas.
Acima, um barco de ervilha navega em um mar de salmão. Batatas formam as pedras e ramos de alecrim, as árvores.
Os trabalhos de Warner costumam ser comparados aos quadros do pintor italiano Giuseppe Arcimboldo. No século XVI, o artista já criava retratos usando frutas, verduras e flores.
Warner diz que gosta de fugir do abstrato e busca refazer imagens que as pessoas já tenham visto antes. Aqui, ele retrata uma cena bucólica de interior com pães e pedaços de queijo.
Para evitar que os alimentos frescos murchem antes do fim da foto, as imagens são registradas em camadas, começando do primeiro plano para o segundo plano. Na foto acima, uma floresta de brócolis.
Para criar profundidade, as fotografias são realizadas sobre mesas de 1,2 metro por 2,4 metros. Acima, árvores, trilhos e trem são feitos de chocolate.
As imagens estão reunidas no livro 'Food Landscapes' ('Paisagens de Comida', em português). Acima, 'Garlicshire', que remete a paisagens rurais da Grã-Bretanha com alhos substituindo as casas.
A imagem acima foi inspirada por um passeio no feira de Portobello, em Londres. Para Warner, os cogumelos vendidos no local pareciam árvores de uma savana africana
Os 'penhascos' da foto foram feitos com pedaços de queijo parmesão e cobertos com batatas. Warner usa o programa de edição de imagens Photoshop apenas para melhorar a qualidade, sem que o programa influencie na composição da cena.
Composta basicamente de embutidos, a paisagem remete a uma cena rural na Toscana, Itália. Segundo o fotógrafo, o processo de montagem de cada imagem é lento e pode levar até três dias.

As imagens estão na mostra 'Comendo com os Olhos' em cartaz no Sesc Santana, em São Paulo.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Biscoitos amanteigados de rum...para meu bom dia a 2012!


2012 tem sido chuvoso por aqui, pelo menos por enquanto as manhãs que tivemos foram de chuva...mas tenho fé que o tempo vai melhorar, e o sol deve aparecer com seu brilho especial...estou aguardando...assim como estarei aguardando as boas novas que este novo ano vai trazer com ele.
Esses biscoitinhos são uma ótima pedida para uma manhã caudalosa como a de hoje, enquanto me sirvo de uma boa xícara de café a chuva cai em abundância...mas não tem problema, eu espero aqui, pacientemente porque  tenho certeza que manhãs mais azuis estejam me esperando!

Bom dia, e um ótimo ano para todos nós!

Biscoitos amanteigados de rum

1 ¾ xícaras + 2 colheres (sopa) - 265g - de farinha de trigo
2 colheres (sopa) de amido de milho
2 colheres (chá) de canela em pó
2 colheres (chá) de noz-moscada ralada na hora
¼ colher (chá) de cravo moído
¼ colher (chá) de sal
¾ xícara (170g) de manteiga sem sal, temperatura ambiente
1 xícara (140g) de açúcar de confeiteiro, peneirado
¼ xícara (60ml) de rum escuro
1 colher (chá) de extrato de baunilha

Misture a farinha, o amido de milho, as especiarias e o sal numa tigela.
Reserve.
Na tigela grande da batedeira, junte a manteiga e 2/3 xícara (93g) do açúcar de confeiteiro. Bata em velocidade média até obter um creme. Acrescente o rum e a baunilha e bata. Reduza para a velocidade baixa e, aos poucos, acrescente os ingredientes secos.
Divida a massa em duas partes iguais. Coloque cada metade sobre um pedaço grande de papel manteiga e forme um rolinho. Dobre o papel e use uma régua para apertar a massa, conseguindo assim um rolinho de cerca de 3cm de diâmetro – como a Martha faz aqui. Embrulhe bem a massa no papel e leve ao freezer por 1 hora 
Pré-aqueça o forno a 180°C; forre duas assadeiras grandes, de beiradas baixas, com papel manteiga.
Desembrulhe um dos tronquinhos de massa (deixe o outro no freezer enquanto isso). Corte fatias de 6mm de espessura e arrume-os nas formas preparadas, deixando 2,5cm de distância entre um e outro. Asse até que comecem a dourar, cerca de 15 minutos. Transfira os cookies para uma gradinha e deixe que esfriem por 10 minutos. Coloque o açúcar de confeiteiro restante numa tigelinha e passe por ele os cookies ainda mornos. Guarde os biscoitinhos em um recipiente hermético por até 4 dias.