sábado, 28 de janeiro de 2012

Breadsticks de Batata

Esses salgadinhos são muito gostosos pra servir como aperitivo, acompanhando uma taça de vinho, ou no calor que tem feito, uma cerveja bem gelada! 
Se você não aprecia os alcoólicos, vale a pena um refrigerante ou um copo de suco de frutas, por que não?
Você pode ainda fazer bonito na mesa de jantar, pois os "breasticks" vão fazer parte da sua refeição na cestinha de pães, como acompanhamento.
As coberturas são variadas, use a sua criatividade e o bom gosto que eu sei que você tem, faça várias, e surpreenda seus convidados, você vai fazer sucesso, pode crer!


Ingredientes:
-2 batatas (cerca de 300g) 
-120 g de manteiga em temperatura ambiente 
-2 xícaras (chá) de fécula de batata 
-1/2 xícara (chá) de queijo parmesão ralado 
-Sal a gosto 
-1 ovo batido para pincelar 


Sugestões de cobertura:
-Sementes de papoula 
-Sal grosso 
-Ervas finas desidratadas 
-Queijo parmesão ralado 
-Salsinha picada 
-Páprica 
-Gergelim branco 


Modo de fazer:
Pré-aqueça o forno a 200ºC.
Numa panela com água, cozinhe 2 batatas com a casca (para que ela não retenha água).
Retire a casca, esprema e reserve.
Se preferir, cozinhe no microondas, sem a casca, dentro de um saco plástico e depois esprema.
Numa tigela, misture as batatas cozidas e espremidas, 120 g de manteiga em temperatura ambiente, 2 xícaras (chá) de fécula de batata, 1/2 xícara (chá) de queijo parmesão ralado e sal a gosto.
Misture até formar uma massa lisa
Leve para a geladeira por 15 min.
Retire a massa da geladeira.
Pegue pequenas porções da massa e enrole formando palitinhos de cerca de 28 cm de comprimento, ou faça os modelos de sua preferência.
Pincele cada tira com 1 ovo batido e salpique a cobertura desejada a gosto.
Coloque os palitinhos numa forma untada com óleo e leve para assar a 200ºC por 25 ou 30 min até dourar.
Depois de esfriar, armazene em sacos plásticos ou embalagem tampada para que não murchem

Fonte: maisvocê.com.br

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

A Ciência que existe por trás da culinária

A imagem mostra a pectina, substância feita de cascas de laranja e que serve para dar consistência gelatinosa aos alimentos.


O ex-chefe de tecnologia da Microsoft Nathan Myrhvold decidiu deixar o mundo digital e a física quântica para trás e se dedicar à ciência dos alimentos.
Uma obra de seis volumes e 2.468 páginas que examina a ciência por trás do preparo dos alimentos está causando polêmica no mundo culinário.
Na foto, um assado tradicional


Enquanto renomados chefs de cozinha, como os inovadores Heston Blumenthal e Ferran Adrià, dizem que o Modernist Cuisine é revolucionário, outros descrevem o livro como insano e inútil para o cozinheiro comum.
Desenvolvido por um físico com pós-doutorado, que já foi chefe de tecnologia da Microsoft e trabalhou com o famoso cientista Stephen Hawking, o livro de R$ 1 mil promete explicar por que panelas baratas podem funcionar melhor que as caras, por que mergulhar alimentos em água gelada não pára o processo de cozimento, e por que comidas fritas ficam mais gostosas e douradas quando óleo é mais velho.
Para tirar esta foto, foi preciso cortar a panela wok e a boca do fogão ao meio e depois pedir a um dos chefs que jogasse a comida para o alto. Várias imagens diferentes foram então montadas para alcançar o efeito final

Além disso, o cientista e inventor Nathan Myhrvold, que tem mais de 25 patentes em seu nome, e seus co-autores Chris Young e Maxime Bilet apresentam receitas e processos testados ao longo de três anos por uma equipe de mais de 20 pessoas.
Eles afirmam ter conseguido criar novos sabores e texturas usando métodos como cozimento a vácuo e centrífugas, e ingredientes como enzimas e hidrocolóides.
O resultado, segundo os autores, revela, por exemplo, como fazer um omelete que é leve por fora e cremoso por dentro e batatas fritas com um interior leve e macio e uma casca crocante que não amolece.
Além disso, os chefs cientistas preparam pratos inovadores como as esferas de mexilhão cercadas de seu próprio caldo e envolvidas por uma fina película de gel, além de conseguir criar um delicado creme de pistache feito apenas da noz.
Este prato clássico com carne de pato, o Duck Apicius, é apresentado de forma moderna, inspirada na obra do artista Piet Mondrian.


Fonte: bbcbrasil.com

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Bolo de Peras Carameladas e Amêndoas

Um bolo gostoso, diferente, perfeito...
As amêndoas na massa conferem maciez, sabor riquíssimo e uma leveza surpreendente!
Acompanhamento ideal para o café ou chá da tarde


Para as peras caramelizadas:
3 peras descascadas, partidas em fatias com centros e talos removidos
25g de manteiga sem sal
1 colher de sopa de açúcar granulado

Para o bolo:
150g de manteiga sem sal, amolecida
125g de açúcar refinado
2 ovos médios
75g de farinha de trigo de trigo
75g de amêndoas moídas
uma boa pitada de canela
1 colher de sobremesa de fermento em pó

Pré-aqueça o forno a 170oC. 
Prepare a forma (20 cm) untando todo o fundo e forrando com papel vegetal. 

Primeiro caramelize as peras:
Adicione a manteiga numa frigideira em fogo médio-alto, espere que ele comece a espumar acrescente o açúcar. 
Mexa até o açúcar se dissolver em seguida, adicione as peras. 
Vá rodando a panela, de modo que as fatias de peras se caramelizem por igual. 
Isso deve levar entre 5 e 10 minutos. Depois de pronto deixe esfriar. 

Agora prepare a massa do bolo:
Adicione a manteiga e o açúcar para uma tigela e bata até ficar cremoso.
Adicione um ovo de cada vez, e continue batendo a mistura, adicionando uma colher de sopa de farinha de cada vez..
Uma vez que ambos os ovos foram adicionados, junte a farinha restante, o açúcar, amêndoas e canela.
Despeje a mistura na forma preparada, em seguida, adicione as fatias de pera por cima. 
Coloque a calda que sobrou das peras por cima da massa e polvilhe com canela em pó se você gostar.
Leve ao forno por 40-50 minutos até que um enfiando um palito este saia limpo. 
Deixe o bolo esfriar por alguns minutos e depois desenforme. 
Coloque numa gradinha para esfriar antes de servir.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

The Rock Restaurant, uma pena que fica em Zanzibar!

Não, estas imagens não são minhas, tampouco estive em Zanzibar, mas este é um lugar onde gostaria de ter estado...e quero dividir com vocês!
The Rock Restaurant, esse local único e paradisíaco, está situado sobe em uma pedra não muito distante da costa da bela praia Michanwi Pingwe, em Zanzibar (ilha na costa leste da África). 
The Rock é um restaurante de frutos do mar extraordinários, sempre frescos porque são recém pescados ali mesmo. 
Dependendo da maré, você pode ir caminhando, nadando ou mesmo de barco. 
Se está em seus planos de parar lá, reservar com antecedência, porque o restaurante tem apenas 14 mesas.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Frango ao curry com manga e damascos

Tenho essa receita faz muito tempo, quem me deu foi a Valentina, do Trembom.
Costumo repeti-la sempre aqui em casa, pois o sabor "ao curry" desse prato é algo que me agrada muito,  sempre que as mangas estão na safra ele volta à minha mesa. 
Se você também gosta de curry, sugiro que faça, você vai adorar!

Ingredientes:

» 1,4 kg de peito de frango
» óleo o quanto baste para refogar
» 1 cebola grande picada em cubos grandes
» 6 dentes de alho picados
» 4 colheres (sopa) de curry em pó, misturado em 8 colheres (sopa) de vinagre para fazer uma pasta
» (500 ml) de leite de coco
» (180 g) de iogurte natural 
» 1 lata de creme de leite - 200 gr
» 1 manga picada em cubos
» 100 g de damascos secos picados
» coentro picado para guarnecer
» sal e pimenta do reino moída na hora a gosto

Modo de fazer:

Limpe os peitos de frango, corte-os em pedaços regulares e tempere-os com sal e pimenta. Reserve.
Refogue o alho e a cebola. Quando estiverem transparentes, adicione a pasta de curry e cozinhe por 1 ou 2 minutos mexendo sempre.
Junte o leite de coco, o iogurte, a manga e o damasco mexendo sempre.
Deixe levantar fervura e cozinhe em fogo brando por 30 min. Bata no liquidificador e reserve.
Numa panela grande tipo frigideira, aqueça o frango sem deixá-lo muito cozido. O ponto ideal é quando a carne fica branca sem soltar muito líquido na panela, com o interior ligeiramente cru. Para tanto, use fogo bem forte, deixe o óleo bem quente e só então coloque a carne. Mexa constantemente para todos os lados da carne cozinharem por igual. Se a panela for pequena,cozinhe em etapas.
Quando o frango estiver no ponto, junte o molho reservado e espere levantar fervura. Corrija o sal e a pimenta. O frango terminará de cozinhar no molho, incorporando seu sabor. Assim que desligar a panela, acrescente o creme de leite e mexa bem. Polvilhe o coentro na hora de servir.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Chineses ou europeus?

Uma série de louças em cerâmica com um design híbrido que reflete a história da China, que tem uma longa tradição de criação de cerâmica, e a Europa, que durante muitos séculos tentou copiar os chineses. 
Ambas as culturas se reúnem nesta coleção de cerâmicas inusitadas, com um design inovador, que agrada a gregos e troianos...ou melhor, chineses e europeus.
Estão a venda nesta loja, e custam em torno de £47.00 cada peça

domingo, 22 de janeiro de 2012

Espetinhos de manga e presunto...um improviso que agradou...e muito!

Visitas sempre são bem vindas, mesmo quando inesperadas...
Nem sempre você está preparado, mas muitas vezes um improviso acaba agradando muito mais que horas passadas na cozinha...ainda mais numa noite de verão, onde tudo que se quer é ficar distante do calor de uma cozinha.
De repente você se vê em apuros, sem saber o que servir...mas descobre que tem mangas maduras e perfumadas...e tem fatias de presunto na geladeira...palitos, manga, presunto...e pronto! 
Algumas torradinhas, um patê, uns salgadinhos, e os espetinhos de manga...uma "bobagem", que acabou agradando em cheio!
Todo mundo feliz, e a dona da casa aliviada!