sábado, 7 de abril de 2012

Pamonha Assada

Essa pamonha assada tem "rodado" o mundo dos blogs.
A Gina fez aqui, a Cristina fez aqui, a Akemi também fez a sua aqui.
Fiquei curiosa e também quis fazer a minha...porém tenho algumas considerações:
A minha pamonha ficou mais com uma textura de bolo...acho que da próxima vez devo diminuir a quantidade de amido de milho, ou talvez aumentar a quantidade de leite, mas...de qualquer maneira ficou muito gostosa. Aliás eu achei que ela fica mais gostosa assim que sai do forno, mas se esfriar, é só colocar uns minutinhos no microondas que ela volta a ficar com uma consistência mais molinha. 
Se você também gosta de milho, sugiro que faça, e tire suas próprias conclusões!

Pamonha assada

Ingredientes:
- 4 xícaras de milho verde (6 espigas)
- 2 xícaras de leite
- 1 colher (sopa) bem cheia de margarina ou manteiga
- 1 e 1/2 xícara de açúcar
- 2 ovos
- 4 colheres (sopa rasa) de amido de milho
- 1 pitada de sal (opcional)
- 1 colher (sopa) de fermento em pó


Modo de preparo:
Corte o milho bem rente ao sabugo para aproveitar melhor o amido.
Coloque o milho no copo do liquidificador junto com o leite e a manteiga.
Bata bem e despeje numa vasilha.
Acrescente o restante dos ingredientes*, deixando o fermento por último.
Despeje numa forma ou refratário bem untado, cubra com papel alumínio e leve para assar em forno pré-aquecido a 200ºC por 45 minutos
Retire o alumínio e deixe até dourar levemente.

* Eu coloquei pedaços de queijo também, ficou ótimo!

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Continue sonhando Glorinha!

Em 11 de Março de 2010, ela me deixou este comentário:
"AH maldade! Eu aqui só pensando em Paris...e vc me faz um post desses????
É pra morrer de inveja....
Bem, mas o sonho continua...é pra isso que se vive né? sonhar...
Beijos amiga linda e chic!"
Lamento, mas como eu lamento que você não possa ter vivido tanto, tanto quanto seus sonhos pudessem ter se tornado realidade... Minha amiga, chegou a sua hora...que você continue sonhando aí do outro lado!
Aos que ficaram, filhos, marido, demais familiares e amigos, recebam meus sinceros sentimentos, que Deus possa lhes conceder força, e muita coragem nessa hora.

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Não fui...foi melhor ter ficado...Afinal, Deus é quem decide!

Planejava viajar, tudo já estava pronto...
Mas eu não fui,
Alguém não tem passado bem nos últimos dias...preferi ficar, achei que estar perto seria mais importante...
Acho que fiz a escolha certa,
Afinal Deus é quem decide por nós...
Fica para uma próxima,
Afinal, eu sei que oportunidades não me faltarão,
jamais!

terça-feira, 3 de abril de 2012

Um homem, no caso uma mulher, precisa viajar...

Eu tenho uma necessidade enorme de viajar...de buscar o novo
o desconhecido...
Vou ali,
Saber o que eu ainda não sei,
Ver o que eu ainda não vi, 
 aprender um pouco mais,
Viver o que eu ainda não vivi...

Gostaria que você assistisse ao vídeo,
para que pudesse conhecer um pouco mais de mim...

Fiquem bem,
Até breve!

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Burano, um eterno prazer!

Estava aqui organizando minhas coisas para uma próxima viagem, e me deparei com estas fotos da tão linda ilhazinha de Burano, e quis dividir com vocês, pois tenho a certeza que vocês vão gostar de ver como essa pequeníssima cidade é tão linda e tão cativante!
Esta antiga vila de pescadores, localizada na Lagoa de Veneza, é uma das muitas ilhas que compõe este arquipélago.
Na antiguidade reduto de artistas como Baldassarre Galuppi e Remigio Barbaro, importantes no período renascentista, hoje é um reduto puramente turístico e seu povo vive da venda das suas famosas rendas, do artesanato local, e dos pequenos restaurantes e locandas da região.
Burano é facilmente alcançada através de um dos "vaporettos", barcos que fazem as vezes de ônibus e atendem a toda a região de Veneza. 
Se você estiver na região, reserve uma tarde para conhecer Burano, você vai gostar, eu garanto!
Ao contrário do restante da Itália, onde a maioria das construções obedece a cores mais sóbrias, Burano é famosa por suas casinhas coloridas, e muita gente fica curiosa para saber a origem deste costume...Porque as casas de Burano são tão coloridas?
Uns dizem que pintar as casas de cores vivas era uma imposição do governo na antiguidade, e que a tradição perdurou até os dias de hoje.
Mas existe ainda outra versão, mais romântica e poética: Como a neblina é uma constante nesta região, as cores vivas serviam aos pescadores (que sempre bebiam muito) para achar o caminho de casa nestes dias nublados. 
Não importa a história, o fato é que estas casinhas coloridas circundando o canal são um verdadeiro charme!
Este proprietário, por exemplo, caprichou na decoração: 
Olha que gracinha os bichinhos de pelúcia no varal!
Veja um pouco mais sobre Veneza e Burano nestas postagens: