quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Empadinhas deliciosas de camarão...um carinho a mais só traz alegria!

A história é a mesma...
A mãe saindo para viajar, correndo, arruma daqui, organiza dali, o telefone toca mil vezes, enfia tudo depressa dentro de uma malinha qualquer, dá instruções: 
"Meu filho, cuidado, não dirija à noite, que eu me preocupo, se quiser beber alguma coisa, vá de táxi, ajude a sua irmã, toma conta de tudo pra mim..."
"Minha filha, por favor, atenção, não saia sozinha, tome cuidado, não chegue tarde em casa, regue as plantas pra mim, não brigue com seu irmão..."
E a resposta é sempre a mesma também:
"Tá bom mãeeeeee, a gente já sabe de tudo, a gente não é mais bebê, por favor!!! Mas aqui, ô Mãe, e pra gente comer? O que foi que você fez?"
A mãe sai correndo mas sempre deixa um carinho para a galera que vai ficar.

Aproveitei a  receita de massa para empadas que eu pegfuei lá na minha amiga Marly, do sempre maravilhoso Saboreando a Vida, e preparei estas empadinhas de camarão. Acho que foi uma ótima escolha, afinal a massa ficou maravilhosa e as empadinhas se comportaram muito bem, a despeito da minha falta de prática.

Massa Podre Clássica

Ingredientes
300g de farinha de trigo
75g de manteiga fria (mas não dura)
75g de gordura vegetal ou banha (fria, mas não dura)
1 e 1/2 colheres (chá) de sal
1/2 xícara (chá) de água gelada (mais ou menos)

Preparo
No processador ou numa superfície lisa e limpa, coloque a farinha e o sal e
misture os dois vá acrescentando as gorduras aos poucos e pulsando o
processador ou misturando tudo rapidamente com um garfo ou as pontas dos
dedos. Junte a água e pulse ou misture até obter uma bola de massa. Leve a
massa à geladeira por meia hora. Abra, com rolo de massa, entre dois
pedaços de plástico, e forre a forma do jeito desejado.

Nota: As empadinhas costumam ser pinceladas com gema de ovo, antes de irem ao forno.

E à você, meu querido leitor, minha amada leitora, eu deixo os meus votos de um feriado de descanso, de passeio, ou de trabalho, seja como for, que Nossa Senhora Aparecida te proteja (se você acredita) e que a criança que existe em você nunca deixe de existir (mesmo que você não acredite!)

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Você também gosta de fazer biscoitos? Olha que ideia boa!

 
Foto do Pinterest
 
Eu adoro fazer biscoitinhos, você também?
Olha que boa ideia esta:
Faça sua massa de biscoitos favorita, divida em quantas partes quiser e junte à cada uma anilina comestível nas cores que você gosta (aqui o autor da foto usou cores para compor as folhas secas de outono), junte todas as massas, enrolando-as todas juntas, porém tomando o cuidado de não amassar demais, e então, abra com um rolo ainda com muito cuidado e corte com um cortador de biscoito enfarinhado.
Deixe os biscoitos na geladeira por meia hora antes de assá-los em forno pré aquecido.
Fica ou não fica uma coisa linda?

Se você não tem uma massa de biscoitos no seu caderninho, pode usar esta

aqui:

Massa de Biscoitos Amanteigados
Ingredientes:
1/2 xícara de chá de açúcar

1/2 xícara de chá de margarina 
2 gemas
2 xícaras de chá de farinha de trigo
1 colher chá de essência de baunilha

Modo de preparo:
Preaqueça o forno em temperatura média (200 ºC)
Numa vasilha, misture o açúcar, a margarina, a baunilha e bata até obter um creme claro. Acrescente as gemas e misture bem.
Junte a farinha de trigo e amasse com as mãos. (cuidado para não misturar demais nesta etapa, pois se fizer isso seus biscoitos tendem a endurecer)
Modele os biscoitos no formato que preferir e deixe descansar por meia hora na geladeira antes de assar
Em uma assadeira, arrume os biscoitos e leve para assar por 15 minutos ou até começar a dourar na base.

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Omelete de Forno...para uma refeição sem stress

Um delícia que veio da nossa querida amiga Josy e que fez a alegria do nosso almoço de ontem.
Sinto que não tenha ficado "no capricho" como o dela, mas vocês bem sabem que aqui na hora do almoço "o bicho pega", e quando dá tudo certo eu comemoro!
Sugiro fazer com calma e degustar devagar, é muito bom!

Omelete de Forno

Ingredientes:
6 ovos
1/2 xícara (chá) de leite
1/2 xícara (chá) de creme de leite
2 batatas cortadas em rodelas bem finas (opcional)
2 tomates fatiados
1 cebola em rodelas
200 grs de mussarela picada
200 grs de presunto picado
50 grs de queijo ralado
sal e óregano a gosto
1 colher (chá) de fermento em pó
margarina p/untar

Modo de preparo:
Bata no liquidificador os ovos, o leite, o creme de leite,o queijo ralado, o sal e o orégano. 
Bata por cerca de 2 minutos, para a omelete ficar bem fofa, adicione o fermento, dê uma pulsada no liquidificador e desligue.
Em um refratário untado com a margarina, despeje a omelete, e por cima coloque o presunto, os tomates, as batatas, a cebola e a mussarela.
Leve ao forno pré aquecido a 200ºC e asse até dourar.

domingo, 7 de outubro de 2012

Prazeres de um fim de semana

Vocês já sabem bem das coisas que eu mais gosto na vida...
São os pequenos prazeres que me alegram, aqueles que me fazem acreditar que a vida é boa, muito boa...quase sempre!
Eu adoro cozinhar, amo viajar, adoro estar entre amigos (a happy hour pra mim é tudo!) , adoro tomar um bom vinho, adoro os livros, os filmes europeus (e os americanos também, talvez um pouco menos...), gosto da boa música, e os espetáculos teatrais de qualquer gênero me encantam...
Então, posso dizer que este fim de semana para mim foi perfeito.
Eu me proporcionei ótimos momentos, fazendo o que eu mais amo fazer:
Assisti um filme lindíssimo no cinema:
"The Lady", último filme de Luc Besson conta a história (real) de Aung San Suu Kyi, eleita primeira ministra da Birmânia (hoje Mianmar) em 1990, sem nunca ter podido assumir o poder, impedida pela ditadura que até hoje reina em seu país.
Prisioneira em sua própria casa durante quase 20 anos, sem contato com o mundo exterior nem com sua família, a “orquídea de ferro” – como foi por vezes chamada, teve que abrir mão da convivência com seus filhos e marido em nome do amor e do dever à sua pátria.
Veja o trailer, e se possível, assista ao filme, super recomendo!


Outro espetáculo que me encheu os olhos, e o coração também foi o musical "Tim Maia, Vale Tudo!".
              
"Tim Maia foi o ser mais livre que eu conheci".  A frase de Nelson Motta sintetiza de forma ampla e ao mesmo tempo precisa uma das figuras mais controversas, anárquicas e amadas que a música deste país já produziu. Tudo em Tim Maia é superlativo: o talento instintivo e avassalador, o temperamento explosivo, o tamanho, as confusões, os adjetivos... Morto em 98, ele permanece intacto no imaginário e na memória do brasileiro, que transformou em história as lendas (verídicas, neste caso) do mito bonachão.
Afinal, eu fui, e ainda sou uma grande fã desse cara que pra mim foi um dos melhores cantores e compositores que este nosso país já teve.
O musical, uma adaptação da biografia do cantor escrita por Nelson Motta me fez conhecer a história (triste) do grande cantor cuja voz muitas vezes embalou bons momentos da minha vida.
Agora, o "síndico do Brasil" tem sua vida revista pela primeira vez nos palcos com "Tim Maia – Vale Tudo, o Musical". E nas proporções que fazem jus a ele: texto adaptado da biografia "Vale Tudo – O Som e a Fúria de Tim Maia", de 2008, escrita pelo grande amigo e "espectador" Nelson Motta..."
http://cerradomix.maiscomunidade.com

E por fim, mais uma coisa que eu adoro também: uma boa caipiroska antes do almoço de domingo...um drink de melancia com vodka de framboesa que ficou bem do jeito que eu queria!
E o seu fim de semana, como foi?