sábado, 15 de dezembro de 2012

Aonde você vai "colocar" a sua boca hoje?

Desculpe pessoal, mas tem coisas as quais eu não consigo resistir,
Esta publicidade do Listerine (não estou fazendo propaganda não hein?) por exemplo,
Tenho que compartilhar, não posso guardar meus aplausos só pra mim!

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Gelatina Chique

Minha querida amiga Rachel, do nabiroskinha publicou essa ideia no blog dela e eu aderi, claro!
Tão fácil de fazer, e no calorzão que faz aqui, é uma delícia pra comer!
Não tem segredo, nem complicação, você faz num minutinho, deixa na geladeira e rapidinho faz o maior sucesso!
Eu fiz assim:
Preparei uma caixinha de gelatina de morango conforme instruções da embalagem, coloquei nos copinhos, inclinei um pouquinho os copinhos dentro de uma vasilha com arroz para criar um efeito, e levei à geladeira.
Quando solidificou, preparei mais uma embalagem de gelatina de morango, deixei gelar um pouquinho em outra vasilha, e então bati no liquidificador com 200gr de creme de leite sem soro.
O creme rosa que se formou foi para cima da gelatina que já estava pronta e mais geladeira até solidificar e virar esta deliciosa sobremesa.
Se nós comemos felizes das nossas vidas?
É claro que sim!

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Dezembro...

Quando chega Dezembro é exatamente assim que eu me sinto, 
Peguei emprestado o texto que o Arthur Xexeu escreveu no Jornal O Globo, e gostaria de compartilhar com vocês as minhas impressões...parece que fui eu quem escrevi este texto...Enfim...

"Por mim,  dezembro seria eliminado do calendário.  Depois do 30 de novembro, a gente saltaria direto para 1º de janeiro e já começaria a pensar no carnaval. Não que novembro também não esteja se tornando um mês irritante, com as comemorações de Halloween e da Black Friday incorporando-se às tradições brasileiras. Mas, enquanto a gente não festejar o Thanksgiven, acho que dá para aguentar. Dezembro é que é puxado.
Gosto de Natal e Ano Novo, aprecio rabanadas e roupas brancas. Meu problema é com o corre-corre que antecede essas datas. Por mais que eu me organize, em dezembro sempre tenho a sensação de estar atrasado, de estar devendo alguma coisa, de não estar cumprindo metas. Dezembro, definitivamente, não dá tempo.
Sei que o mês tem suas vantagens. É quando recebemos o 13º salário, por exemplo. Mas antes de eu comemorar a chegada deste suplemento salarial à minha conta bancária, eu me lembro que os meus empregados também têm que receber o salário extra. E aí começam a chegar os pedidos de caixinha para porteiros,  entregadores de jornal, funcionários que medem a luz, entregadores de revista, lixeiros... Antes de pensar seriamente em pedir uma caixinha para meus leitores, tenho que comprar presentes para os parentes, para os amigos, para os colegas... Quando o mês acaba, meu saldo está negativo. Ou estou com o saldo negativado, como se diz agora nas propagandas de TV que prometem dinheiro fácil para ingênuos que não sabem fazer contas.
Finanças à parte, dezembro me oprime com as festas de confraternização. Fujo das que contam com minha participação. Mas não consigo fugir das dos outros. Dezembro, portanto, não é mês para se jantar ou almoçar fora. Sempre haverá um grupo de telefonistas ou de escriturários ou de jornalistas comemorando na mesa ao lado. É mês de shopping lotado. Esse obstáculo é fácil de superar. Basta não ir a shoppings por um mês. Não chega a ser um grande sacrifício. O problema é que o corre-corre característico da temporada, a sensação de estar sempre atrasado, o acúmulo de tarefas acabam adiando o momento de fazer as compras de Natal. Aos 45 minutos do segundo tempo, não tem jeito: vai-se ao shopping. É sofrimento na certa, mas como evitá-lo?
E chega o verão. Gosto de verão em tese, ou seja, antes de ele se fazer presente. Meu conceito de casa ideal é aquela com lareira na sala e um armário cheio de ededrons. Mas, como carioca da gema, sonho com o verão. Até começar a suar exageradamente, usar bonés para não queimar a careca e ver a conta de luz chegar a níveis astronômicos por excesso de uso do ar condicionado. E a estação  começa justamente em dezembro, como se o mês já não tivesse esgotado sua cota de itens desagradáveis (não vou nem comentar a árvore da Lagoa).
Em dezembro, há mais carros na rua e, consequentemente, mais congestionamentos. É quando a televisão tira do arquivo toda a sua coleção de filmes bíblicos. É quando o “Jornal Nacional”  produz mil e uma matérias sobre a solidariedade que fazem chorar tudo que não chorei o ano inteiro. É quando os supermercados gritam ofertas de bacalhau e de vinhos com desconto. É mês de amigo oculto! Quem inventou o amigo oculto?
O bom de dezembro é que, como os outros meses do ano, ele, mais cedo ou mais tarde, acaba. Sempre acho que é mais tarde. Penso que não  sobreviverei a ele. Já cumpri 1/3 do sacrifício deste ano. Até agora, tudo bem. Mas torço para janeiro do ano que vem chegar logo."

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Boa ideia para o seu Natal

Não, nunca fui muito ligada em decorações natalinas,
Na verdade essa época não me cativa muito, tenho outras preferências, 
Mas a gente tem que celebrar, afinal, a data pede, e a família faz sempre questão, 
Mas tem gente que adora, com toda razão, e pra vocês eu trouxe essa ideia que eu achei super charmosa para enfeitar sua mesa de Natal, ou sua mesa em qualquer ocasião, pois alecrim, azeitonas, tomates e mozzarela são apreciados o ano inteiro você não acha?
Eu adoro!

A ideia, veio desse site, onde aliás tem outras ideias e receitas ótimas.

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Pão tipo subway para sanduíche

A receita deste pão, conhecido como "Pão tipo Subway", está em "milhões" de sites, blogs e portais de culinária.
Parece que todo mundo já fez e já experimentou, e não achei absolutamente ninguém que tivesse dito que não gostou, muito pelo contrário, este delicioso pãozinho só recebeu elogios!
Sendo assim, eu também quis experimentar, e tenho que concordar, ele é mesmo um ótimo pãozinho para sanduíche.
Por acaso você também já fez o Pão tipo Subway? Não? Então pode ir copiando a receita meu amigo, você vai gostar, eu garanto!
Pão tipo Subway

Ingredientes:
2 e 1/2 colheres (chá) de fermento biológico granulado 
2 colheres (sopa) de azeite de oliva
3 e 1/2 xicaras de farinha de trigo
2 colheres (chá) de sal
1 e 1/4 xicaras (chá) de água morna
queijo parmesão ralados (1 xicara mais ou menos) 
ervas finas secas ou orégano seco

Modo de fazer:
Em uma vasilha pequena, coloque a agua morna e salpique o fermento por cima. 
Deixe ficar por 5 minutos ou até começar a borbulhar. Misture o azeite de oliva.
Em uma vasilha grande, misture a farinha e o sal. Coloque a mistura de fermento por cima. Sove a massa até estar bem incorporada ( pode ser sovada na vasilha ou na superfície enfarinhada). 
Pincele com azeite. a vasilha onde deixará  a massa crescer 
Coloque a massa, cubra com plástico ou pano limpo, e deixe crescer até que dobre de volume
Na superficie enfarinhada, divida a massa em três, e faça os pães, modelando em formato de pão para sanduíche.
Coloque na assadeira untada levemente com azeite. 
Faça de 3 a 4 cortes em diagonal, em cada pão. 
Deixe crescer por mais 1 hora, ou até que tenham dobrado de volume, cobertos com um pano de prato
Ligue o forno pra pré-aquecer.
Pincele os pães com gema de ovo misturada com um fio de azeite, e espalhe as ervas (ou o orégano) e o  parmesão) sobre os pães.
Leve ao forno pré-aquecido na temperatura alta e asse por 15 a 20 minutos, ou até estarem dourados.
Retire do forno, transfira pra uma grade e deixe esfriar.

domingo, 9 de dezembro de 2012

Sorvete de Dulce de Leche

Ganhei um pote de um maravilho "Dulce de Leche" vindo especialmente da Argentina pelas mãos de um amigo "muy" querido.
Sim, eu valorizo muito os produtos da minha Terra, mas que o doce de leite argentino é muito bom, isso a gente não tem como negar não é?  
Entre as muitas possibilidades para um doce de leite especial temos o sorvete, e te digo que ficou divino...concorda?


Coisinha fácil esse tal de Helado de Dulce de Leche, ou melhor, Sorvete de Doce de Leite né?

Você vai precisar de:
3 xícaras de creme de leite fresco (ou 2 xícaras de creme de leite e 1 xícara de leite, se estiver usando uma sorveteira)
1 1/2 xícaras de doce de leite
1 1/2 colheres de chá de baunilha

Se você estiver usando uma sorveteira, misture 1 xícara de leite e 2 xícaras de creme de leite.
Leve o doce de leite juntamente com a mistura de leite/creme de leite no microondas até que o doce de leite tenha ficado bem dissolvido.
Leve a misura à geladeira até esfriar completamente
Quando a mistura estiver bem gelada, acrescente a baunilha e uma pitada de sal, e coloque tudo na  sorveteira seguindo as instruções do fabricante.

Para fazer esta receita sem uma sorveteria, coloque o doce de leite em uma tigela média e misture a baunilha e uma pitada de sal. Reserve.
Bata na batedeira 3 xícaras de creme de leite fresco até formar picos moles.
Acrescente cerca de uma xícara de chantilly ao doce de leite  e misture levemente
Cuidadosamente verter a mistura de doce de leite no restante do chantilly. 
Colocar a mistura em um recipiente e congelar durante cerca de uma hora.
Uma vez que a mistura esteja já bastante firme, retire do congelador e misture mais uma vez para que não se formem cristais de gelo.